Compre Online Receba uma ligação

5 dicas inteligentes para o seu delivery dar certo

5 dicas inteligentes para o seu delivery dar certo

O delivery é um tipo de serviço cada vez mais procurado e não há previsão disso mudar tão cedo. Afinal, é uma opção muito conveniente, que supera as limitações causadas pelo cansaço, falta de tempo ou a simples vontade — ou necessidade — de ficar em casa.

Por isso, se você estiver planejando expandir o seu restaurante para esse segmento, ou se estiver simplesmente pensando em começar um empreendimento dedicado ao delivery, temos algumas dicas que vão te ajudar muito. Confira com a gente:

1. Proporcione comodidade e precisão nos pedidos

Quais são as opções que você planeja dar ao seu cliente na hora de realizar os pedidos? É importante oferecer uma ampla variedade de opções. Porque por mais comum que seja pedir delivery por meio de mensagens de texto ou aplicativos online, muitos ainda optam pelo telefone!

Além disso, é fundamental pensar em como esses pedidos serão processados. Priorize uma plataforma eficiente e precisa e designe funcionários para fazer verificações antes da entrega. Afinal, se é possível fazer correções facilmente caso ocorra erros em um pedido feito em um restaurante tradicional, o mesmo não acontece no delivery. Por isso, a entrega correta, logo de cara, é indispensável. Tanto para a satisfação do cliente, quanto para minimizar custos.

2. Saiba por quanto tempo os alimentos permanecem em qualidade ideal

Uma das primeiras informações com que um restaurante delivery deve se preocupar é por quanto tempo os alimentos preparados permanecem em condições ideais para o consumo. E, a partir disso, desenvolver uma estratégia de entrega eficiente o bastante para que o pedido chegue até o cliente dentro desse período.

Assim, a qualidade dos alimentos não é comprometida e o cliente pode desfrutar com satisfação de sua refeição. E isso é uma prioridade para qualquer negócio que envolva comida!

Então, não deixe de se dedicar em saber por quanto tempo os padrões de temperatura, textura, assim como a aparência do prato, continuarão como o esperado. Não há nada pior do que esperar comer uma batata-frita crocante e encontrar apenas batatas-fritas murchas…

3. Atenda propriamente ao aumento de demanda

Se você já possui um restaurante e está implementando um serviço de delivery, fique atento às mudanças na quantidade de pedidos. Por mais que não haja alterações no salão onde os clientes comem suas refeições, a quantidade de pedidos crescerá. Consequentemente, a potência na cozinha industrial precisará aumentar. Ou seja, você precisará de mais funcionários, de mais ingredientes e de mais equipamentos — e talvez até de mais espaço.

Sendo assim, é importante estar preparado, calcular o aumento no volume de pedidos e fazer as alterações necessárias. Além de contratar, é claro, motoristas, caso não for utilizar o serviço disponibilizado pelos aplicativos. Dessa forma, o padrão de atendimento do seu negócio não cairá devido à implementação do delivery. E todos os clientes receberão um serviço adequado.

Mas precisamos saber também que a previsão nem sempre corresponde à realidade. Então, para lidar com isso, é super recomendado contar com uma plataforma digital de controle que deixe sempre claro, em tempo real, a capacidade do negócio. Tais como a de entrega ou de estoque.

Da mesma forma, o site ou o aplicativo deve permitir ajustar as opções de cardápio, de modo a mostrar os itens que não estão mais disponíveis. Ou mesmo a possibilidade de não se aceitar novos pedidos caso a demanda esteja muito alta. Assim, o seu delivery é gerenciado com base no inventário e na capacidade real do restaurante.

4. Implementação de rotas de delivery de forma cuidadosa e estratégica

Oferecer delivery para toda a cidade antes de planejar as rotas com cuidado não é a melhor forma de começar — longe disso! Primeiramente busque testar as rotas de entrega antes de colocá-las em prática. Escolha uma parte da cidade com densidade média de habitantes. Analise como será a venda de novos produtos, assim como o sistema de entrega e de recebimento de pedidos.

Depois disso você pode otimizar o processo de entrega, corrigindo eventuais problemas antes que eles apareçam quando houver uma quantidade muito maior de pedidos.

5. As ghos kitchens podem ser boas alternativas

Essa dica é, especialmente, para quem está começando o negócio agora e quer focar unicamente no delivery: apostar nas ghost kitchens.

As ghost kitchens são, traduzindo livremente, cozinhas fantasmas. Esse tipo de negócio recebe essa denominação por compreenderem instalações dedicadas exclusivamente ao delivery. Isto é, não há atendimento direto ao cliente.

Além disso, as ghost kitchens funcionam tendo como base o coworking. Isso significa que a sua empresa irá compartilhar o espaço com outros restaurantes. Ainda que não deixem de ser independentes uns dos outros. Tendo, portanto, estruturas próprias. Assim, as áreas são comuns, mas cada um possui seu próprio equipamento com o qual trabalhar.

Se quiser saber mais sobre as ghost kitchens, acesse o blog da Kitchen Central, ele está repleto de informações essenciais que podem ser de grande ajuda! Além disso, eles ainda podem te auxiliar em todo o processo necessário para ter sua ghost kitchen.

Não perca a oportunidade de tirar todas as dúvidas e ainda ter um negócio de delivery que pede menos investimento e que pode ser uma opção incrível para você!

X