O que o seu lixo diz sobre seu restaurante?

O que o seu lixo diz sobre seu restaurante?

A manutenção de resíduos em restaurantes não é uma tarefa fácil. Sabemos que a quantidade de dejetos produzida em um estabelecimento do tipo é muito alta e requer uma logística própria. Nós já fizemos um post esclarecendo as maneiras corretas de descarte de cada material. Muitos proprietários e decisores não consideram essa tarefa relevante e não dão a devida importância à ela. Pensando nisso, queremos mostrar como a maneira de tratar o lixo pode dizer muito sobre um restaurante.

Materiais Recicláveis

Lidar com materiais recicláveis é mais simples: eles são secos, não se decompõem tão rapidamente e geralmente são retirados pela coleta seletiva do município. A questão logística para lidar com esse tipo de resíduo é bem simples.
Para controlar esse fluxo dentro da cozinha, é necessário um esforço de conscientização da equipe. Como o diálogo é mais direto e aberto com colaboradores, a adoção dessa postura não deve ser um problema. Todos se sentem valorizados e incluídos no processo quando essa questão é apresentada. Afinal, você estará cuidando não apenas do estabelecimento, mas de toda a comunidade ao redor.
Tratar do lixo é um problema urbano moderno. Se seu restaurante apresentar soluções e medidas, será bem visto tanto pelos clientes quanto pelas pessoas que trabalham nele.
Você deve estar se perguntando sobre como abordar isso com os clientes: a opção mais simples é a sinceridade. Esclareça aos frequentadores regulares sobre as políticas do estabelecimento e os motivos para adotá-las. Você também deve dar condições para a execução dessas políticas. A instalação de lixeiras apropriadas e uso de cartazes estimulam clientes a colaborar com a causa.

O que isso quer dizer?

Um restaurante que não realiza a separação do resíduo seco, não tem consciência da questão do lixo urbano, ou não a leva a sério tem uma postura (e imagem) negativa. Especialmente se você considerar todos os problemas ambientais já vividos no país e no mundo.
Escolher não fazer nada por comodidade não é uma atitude desejada a um empreendedor e não reflete bem na imagem do restaurante.
Por outro lado, o ato de estimular toda a equipe a separar o lixo reciclável gera um senso de comunidade e de cuidado. Além disso, essa medida é sempre vista com bons olhos pelas pessoas mais atentas às necessidades da comunidade. Empresas que promovem causas como essa são mais bem avaliados pelos colaboradores e pelos clientes regulares.
Outro problema gerado é o conflito com autoridades de fiscalização sanitária. O descarte indevido de lixo pode ser considerado um tipo de contaminação do solo ou do ambiente. Essa contravenção pode gerar multa e interdição do estabelecimento até sua regularização.

lixo - restaurante

Imagem: Shutterstock

Lixo Orgânico

O lixo orgânico é abundante em restaurantes e em cozinhas industriais em geral. Como ele tem propriedades muito diferentes das do lixo reciclável, seus processos são também diferentes.
O primeiro obstáculo com que nos deparamos é o desperdício de comida em restaurantes brasileiros. Pesquisas já mostraram que nossos restaurantes bateram a marca de 6.000 toneladas de alimentos desperdiçados. Tendo consciência desse dado, é importante pensar o que realmente estamos jogando no lixo. Afinal, a mesma pesquisa aponta que o gasto com alimentos é o segundo maior do setor.

Soluções

Planejar as compras com precisão é o primeiro passo para evitar esse problema. Além disso, sabemos que no Brasil existe o hábito de remover cascas de vegetais que são perfeitamente comestíveis. Caso essa seja a proposta do seu restaurante, não deixe de aproveitar essas cascas! Elas viram um adubo extremamente útil. Se você está pensando que isso dá trabalho, acertou em cheio. Mas já existem equipamentos que fazem tudo praticamente sozinhos. Tudo o que o pessoal do seu restaurante precisa fazer é abastecer o contêiner com lixo apropriado e esperar pelo processamento.
Além do desperdício do preparo, sabemos que os clientes também desperdiçam comida, especialmente no modelo de self-service. Mais uma vez, o trabalho de conscientização sobre o lixo é importante. O próprio restaurante deve dar condições para que essa mentalidade se estabeleça. A aplicação de multas para o caso de desperdício já é usada e costuma funcionar.
Alguns restaurantes, por exemplo, adotam a regra de que o cliente só pode entrar na fila uma vez para se servir. Isso faz com que o consumidor entenda que precisa pegar tudo o que é possível para não quebrar a regra. Se for permitido pegar porções menores por mais vezes, seu restaurante estará dando condições para o cumprimento da regra.

O que isso quer dizer?

A administração do lixo orgânico requer mais sofisticação. Ela indica que os decisores estão preocupados com o desperdício de comida, o que por si só já é uma virtude. Vivemos em um mundo em que pessoas ainda sofrem com a fome, então esse cuidado é importante e valorizado.
Além disso, o uso inteligente de recursos naturais requer estratégia e habilidade. Não vemos uma joalheria desperdiçando sua matéria prima, sabemos que seria uma mentalidade contraprodutiva. Na mesma lógica, muitas vezes o que vai para o lixo são alimentos perfeitamente aproveitáveis, e que terão que ser comprados novamente.
Uma boa administração dos resíduos orgânicos, mostra que, além das medidas reativas, há uma proatividade em solucionar problemas. Conscientizar a equipe e fornecer as condições necessárias para esse trabalho requer um leque de pequenas medidas. Apenas um administrador talentoso consegue colocar todas as medidas em prática.

lixo - restaurante

Imagem: Shutterstock

Conte conosco para ajudar na administração do lixo do seu restaurante! Essa é uma preocupação de todos.