Compre Online Receba uma ligação

Como reduzir o desperdício de comida na sua cozinha industrial

Como reduzir o desperdício de comida na sua cozinha industrial

O desperdício de alimentos é um problema crescente em todo o mundo. E boa parte desse desperdício ocorre em restaurantes ou demais empresas alimentícias. Os aterros sanitários estão cheios de alimentos que poderiam ter sido reaproveitados, doados ou reciclados. Neste blog, entenderemos um pouco mais sobre as consequências desse desperdício e também as ações que a sua cozinha industrial pode adotar para que você tenha um negócio mais consciente.

Como o desperdício de comida afeta o meio ambiente

A quantidade exorbitante de lixo produzido diariamente apresenta enormes consequências para a saúde do planeta. E, ainda que muitos não considerem isso, o destino incorreto dos restos de alimentos contribui igualmente para as mudanças climáticas enfrentadas.

Muitos dos resíduos orgânicos não possuem uma gestão adequada e acabam sendo mandados para aterros sanitários, onde se decompõem e produzem metano. O metano é um gás de efeito estufa 25 vezes mais danoso do que o dióxido de carbono. Além disso, o lixo também produz substâncias tóxicas que contaminam o solo e as águas subterrâneas.

Mas isso não é tudo. Devemos pensar ainda nos recursos utilizados no processo de produção de alimentos (como a água por exemplo) e em outros gases de efeito estufa emitidos nos diferentes estágios da cadeia de abastecimento alimentar (da colheita ao transporte).

Tendo isso em vista, o mal evitado quando se reduz o desperdício é mais do que evidente. Vejamos, então, algumas maneiras para que você possa promover um maior controle sobre os resíduos da sua cozinha industrial.

7 maneiras de reduzir o desperdício de comida em cozinhas industriais

1. Calcule o desperdício de comida

Identificar onde sua cozinha industrial está desperdiçando alimentos, assim como a quantidade desperdiçada, é um primeiro passo importante. Assim, você tem uma visão mais clara do que está sendo perdido. Isso permite implementar mudanças mais assertivas para reduzir a produção sem, no entanto, deixar de satisfazer a clientela. Seu restaurante pode fazer isso ao oferecer porções menores, ao fazer mudanças no cardápio ou ao substituir ingredientes. Após fazer essas alterações, tenha certeza de monitorar os resultados!

2. Analise e preveja a quantidade de pedidos

Você conhece o padrão de pedidos do seu negócio? O que acha de adotar um sistema, manual ou digital, para conseguir fazer uma previsão mais exata dos pedidos que o seu estabelecimento recebe em diferentes períodos de tempo? Isso é muito útil para que você compreenda o fluxo e ainda tenha um controle melhor sobre sua cozinha industrial. Assim, além de responder às demandas com mais precisão, você também reduzirá o desperdício de alimentos (e de dinheiro).

3. Envolva a sua equipe

Os funcionários diretamente envolvidos com os alimentos são determinantes para reduzir o desperdício. Isso porque, ao contrário da gerência, eles conhecem bastante a respeito da sua manipulação e rotina diária de uso. Por isso, valorize e treine a sua equipe. Essa preocupação traz diversos benefícios, e é um dos melhores investimentos que você pode fazer para seu negócio.

4. Tenha um bom controle de estoque

Ter controle sobre o estoque impede que produtos acumulem ou passem do prazo de validade antes de que sejam utilizados. Os funcionários que lidam com os alimentos da sua cozinha industrial precisam ser treinados e saber como gerenciar adequadamente o inventário. Caso contrário, é fácil desperdiçar alimento e dinheiro, além do restaurante ficar propenso também à falta de ingredientes.

Outra dica bastante útil é impedir que os itens próximos da validade sejam esquecidos no fundo do inventário. É importante posicioná-los à vista, para serem utilizados primeiro sempre que o estoque for renovado.

5. Busque alternativas para o excesso de comida

Falamos um pouco acima sobre prever a demanda do cliente. Contudo, a previsão dificilmente será exata. Então, mesmo que você calcule, é provável que sobre pelo menos alguns ingredientes extras. Assim, caso não tenha nada em mente para eles, não deixe que acabem parando no lixo. Tente transformar as sobras de um jantar em um almoço especial, por exemplo, ou fazer uma promoção. Contanto que estejam dentro da validade e próprios para consumo, não há problema algum em usá-los.

6. Recicle também o seu lixo orgânico

Os restos de comida que iriam inevitavelmente para o lixo podem ser reciclados. Isso mesmo. Não podemos apenas considerar o lixo inorgânico como passível de ser reutilizado. Os restos de alimentos também podem ser transformados e reutilizados. É possível transformá-los em adubo — para vender, ter uma horta ou doar. O adubo criado a partir do lixo orgânico é super nutritivo e apresenta uma qualidade invejável.

E o melhor de tudo é que você pode fazer isso em algumas horas, de uma forma bastante prática. Inovações tecnológicas existem para tornar diversos processos mais eficientes. E essa não é uma exceção.

Para saber mais sobre o assunto, clique aqui e confira um blog repleto de detalhes que você vai adorar conhecer!

7. Doe quando possível

Existem várias instituições que aceitam alimentos de restaurantes para depois distribuí-los às pessoas que precisam. Então, para evitar que seus produtos passem do prazo de validade, coloque etiquetas naqueles que julgar necessário ter uma data limite de uso. Assim, se não houver intenção de usá-los, esses alimentos podem ser doados, ou quem sabe utilizados para preparar um almoço beneficente.

Gostou das dicas? Nosso blog está repleto de dicas sustentáveis e gerais, para ajudar no seu negócio. Aproveite!

Também entre em contato conosco para mais informações!

X