Compre Online Receba uma ligação

Conheça o projeto ideal para uma cozinha hospitalar!

Conheça o projeto ideal para uma cozinha hospitalar!

Cozinhas hospitalares exigem projetos rigorosos, para que sejam bem pensadas, de modo a oferecer os melhores alimentos a pacientes, familiares e amigos, assim como aos profissionais que trabalham sob a rotina atarefada desse tipo de instituição.

Essas cozinhas industriais precisam favorecer um bom fluxo de trabalho e contar com superfícies facilmente higienizáveis, que estejam em conformidade com padrões de segurança.

Tendo isso em mente, preparamos algumas dicas de algumas características básicas que um projeto de cozinha hospitalar deve considerar. Confira a seguir:

Projeto de cozinha hospitalar que favoreça a limpeza do ambiente

Todos os ambientes de um hospital devem ser fáceis de limpar e manter. Infelizmente, muitas instituições do segmento da saúde ainda apresentam problemas decorrentes de infecções espalhadas dentro de suas próprios dependências.

As refeições preparadas devem influenciar positivamente durante a recuperação de pacientes – e não o contrário. Dessa forma, ao considerar os materiais que compõem todas as superfícies – incluindo equipamentos, piso, parede, ou mesmo o teto – devemos optar por materiais que facilitam a rotina de limpeza da cozinha.

Pisos

Quando selecioná-lo, tenha em mente as seguintes características:

  • Resistência: o piso será limpo com frequência para que esteja sempre limpo, assim ele deve ser capaz de resistir ao uso diário de desinfetantes;
  • Impermeável e antiderrapante: é inevitável que haja substâncias escorregadias em uma cozinha, como gorduras, óleos, ou mesmo detergente. Então, esse aspecto é importante para se evitar acidentes;
  • Liso: a textura do piso também contribui para o quão facilmente ele poderá ser limpo.

Assim sendo, a cerâmica é a escolha mais recomendada para um projeto de cozinha hospitalar, considerando sua relação custo-benefício!

Paredes

As mesmas características ideais para pisos também se aplicam às paredes: resistência, superfície lisa e impermeável. Portanto, o revestimento de cerâmica acaba sendo mais uma vez uma boa opção. Ele deve ser aplicado em toda a extensão da parede, valorizando ângulos arredondados em seu contato com o chão e o teto.

Tetos ou forros

Confira agora o que você deve ter em mente para o material dos tetos ou forros:

  • Resistência a bolor, mofo, bactérias e arqueamento;
  • Acabamento liso e impermeável;
  • Lavável;
  • Durabilidade para que seja imune à goteira, umidade, vazamento e rachaduras.
cozinha hospitalar projeto

Imagem: Shutterstock

Equipamentos

O projeto de uma cozinha hospitalar deve também ser cuidadoso ao selecionar equipamentos que tragam facilidade durante a limpeza. As superfícies de preparação e as prateleiras de armazenamento estarão em contato constante com alimentos. Portanto, novamente, esses locais, assim como os demais itens de uma cozinha hospitalar, devem ser compostos por materiais lisos, ideais para o manuseio de comida.

Isso fará com que a higienização seja de fato efetiva, tornando as instalações da instituições próprias e seguras aos pacientes – pessoas que precisam de uma atenção ainda mais especial.

Tomemos os fogões como exemplo. Algumas linhas são desenvolvidas para evitar junções que acumulam restos de alimento. Desse modo, contar com cantos arredondados é outro aspecto essencial e que facilita bastante a limpeza.

Portanto, as superfícies sem fendas ou buracos – que não facilitem o acúmulo de bactérias – são essenciais para um bom projeto de cozinha hospitalar. O aço inoxidável, inclusive, é o material exigido pela vigilância sanitária, justamente por atender a todas as exigências de um ambiente limpo e livre de contaminações.

Confira nosso blog com os melhores equipamentos para uma cozinha profissional!

Design funcional e eficiente

A prestação de serviços em hospitais exige um projeto de cozinha que valorize um design funcional e eficiente, que leve em conta o fluxo das áreas de preparação de alimentos. Com isso, será possível atender às necessidades de todos os tipos de público, mesmo em horários de pico.

O objetivo é planejar o espaço de modo que os equipamentos, bem como a área de deslocamento dos funcionários, seja adequada para que toda a equipe possa realizar sua funções com eficiência e sem interferir no trabalho dos demais.

Assim, também é recomendado existir áreas separadas dedicadas à preparação de diferentes tipos de alimentos, para que não haja risco de troca de ingredientes ou refeições. Não podemos esquecer que as necessidades dos pacientes são variadas (e delicadas). Clientes com doenças como diabetes, doenças cardíacas ou alergias alimentares precisam de refeições específicas. Além disso, há também as dietas líquidas e caldos brandos para pacientes pós-cirúrgicos. E esses são apenas alguns exemplos.

cozinha hospitalar projeto

Imagem: Shutterstock

Montar uma cozinha hospitalar exige um planejamento complexo, com projetos e diversas considerações para que a instituição cumpra com seu compromisso para com a saúde das pessoas. Neste post já foi possível perceber com clareza que os cuidados necessários são muitos. Por isso, se você ainda sentir a necessidade de tirar mais algumas dúvidas relacionadas ao assunto, acesse nosso artigo sobre quais são as necessidades especiais para uma cozinha hospitalar!

X